Select Page

Por esta altura, com a informação que existe, já deve saber que perder gordura corporal se prende apenas com uma questão de saúde. Mas, se continua a não querer frequentar um ginásio nem exibir uma silhueta atlética como a da Madonna, do Brad Pitt ou do Arnold Schwarzenegger, existem outras maneiras de chegar lá. Dizemos-lhe, de seguida, como consegui-lo. Perder alguns quilos e desfazer-se de um ou outro pneu são duas das principais razões pelas quais a maioria das pessoas decide frequentar um ginásio.

Mas quando chega o momento de começar, ao observar os corpos musculados do(s) colega(s) do lado, somos assaltados por uma dúvida. E se tanto exercício nos transformar numa réplica dos concursos de miss ou de mister halterofilia? Se esse é o seu medo, não se apoquente. Desenvolver a musculatura não é tão fácil como pensa. Na verdade, as mulheres e os homens que o desejam têm que investir muito tempo e esforço para o conseguir. Se não é essa a sua ambição, adote estes hábitos, validados por profissionais.

  1. Dê prioridade ao exercício aeróbio alternado

É o que mais calorias queima e o que lhe permite perder gordura de forma rápida e eficaz. Escolha a atividade que preferir. Pode optar entre natação, corrida, bicicleta ou remo, por exemplo. Pratique-a, depois, entre três a quatro vezes por semana, nunca menos de 35 minutos. O ideal são 45 minutos.

Se tiver uma boa forma física, aumente as sessões para cinco ou seis e aumente o tempo de treino para 50 a 60 minutos. O melhor para optimizar os benefícios é alternar duas atividades, por exemplo, correr e nadar, andar de bicicleta e/ou fazer remo. Assim, potencia diferentes partes do seu corpo e harmoniza a sua silhueta.

  1. Não descarte o trabalho com pesos

É necessário para tirar o máximo proveito e eficácia do exercício aeróbio. Em casa, opte pelos pesos e, no ginásio, pelas máquinas de treino. Use um peso que lhe permita executar correctamente o exercício e fazer todas as repetições. Se não conseguir, diminua o peso. Para definir os músculos sem os aumentar, o truque está em realizar séries de muitas repetições com pouco peso. Faça-o em sessões de 20 ou 30 minutos, idealmente duas vezes por semana.

  1. Faça sempre alongamentos no fim dos treinos

É essencial nunca saltar esta fase. De outra forma, depois do exercício, os músculos vão continuar contraídos durante muito tempo, aumentando o risco de lesões. Só se os alongar lhes dará flexibilidade, definindo-os sem os aumentar. Alongue-se sempre depois de treinar. Não use nenhuma desculpa para saltar os alongamentos.

Os alongamentos devem demorar entre cinco e uma dezena de minutos e cada um deve ser mantido durante, pelo menos, 30 segundos. Alguns ginásios disponibilizam aulas de alongamentos, que duram cerca de 30 minutos e são muito eficazes. Outra opção é realizar alongamentos extra em casa nos dias de descanso ou em momentos de pausa.