Escolha uma Página

Como forma de relaxamento, podemos recorrer a inúmeros tipos de massagem, cada uma delas direcionada a um conjunto de problemas ou complicações. A massagem termal é um desses tipos, que se baseia no uso de pedras. Saiba mais sobre este, neste artigo, sobre Massagem termal: porque escolher este tipo de massagem?

A massagem termal surge, há cerca de 2 mil anos, no Oriente. Esta baseia-se no uso de pedras quentes ou frias, com a finalidade de auxílio a nível terapêutico e vem sido utilizado, ao longo dos tempos, por várias civilizações. Nomeadamente, pelos monges tibetanos, especialmente usada nas alturas de jejuns destes. Ao colocar as pedras no estômago e abdómen, consegue atingir-se uma sensação de saciedade, ou seja, vai reduzir a fome. Além disso, tem também efeitos em minorar a ansiedade, ou seja, acaba por precaver o aparecimento de gastrites e melhorando o bem-estar do organismo em geral.

Outros benefícios desta abordagem consistem na melhoria da circulação sanguínea e linfática, aumento da flexibilidade dos músculos, alívio de dores e do stress, entre outros. As pedras, ao aplicarem diferentes temperaturas no corpo, vão aumentar a energia do mesmo. Esta terapia poderá ser complementada com outras, como reflexologia, aromaterapia, cristaloterapia, etc. Podemos considerar que esta abordagem pertence ao tipo de terapias holísticas, pois baseia-se na abordagem do corpo como um todo (mente, corpo e alma).

Para aplicar este tipo de massagem, são usadas vários tipos de pedras, sendo mais comuns o quartzo, o basalto, a mármore, entre outras. Rochas vulcânicas, como é exemplo o basalto, são muitos usadas por manterem o calor durante mais tempo e a mármore, por ser uma rocha fria.

Se gostou desta abordagem e quer saber mais sobre ela (e outras), procure a nossa formação, em www.formandum.pt.