Select Page

Apesar de doloroso, parece prático (e mais barato) fazer depilação com cera em casa. Mas errar na temperatura, no tempo em que ela fica na pele ou puxar o papel de forma errada pode transformar uma simples depilação em um grande pesadelo.

Hidratar a pele antes e depois da depilação

O hidratante amolece os pelos, que ficam difíceis de remover ao serem puxados. Após a depilação com cera quente ou fria usar um hidratante pode causar inflamação dos folículos.

A dica é esfoliar a pele para deixar os pelos mais finos à espera da cera. Ao usares um sabonete ou creme esfoliante uma vez por semana, a pele fica melhor preparada para a depilação, facilitando a remoção rápida dos pelos.

O uso excessivo do limão

O limão é um dos ingredientes da cera caseira. Porém, se não utilizado corretamente, ele pode queimar e até manchar a pele. Como a fruta é ácida, é importante saber a quantidade usada e o tempo que deve ficar na pele até à remoção. Na dúvida, o melhor é comprar uma cera depilatória.

Não testar o produto a ser usado

É muito comum ver mulheres com crises alérgicas na pele após a depilação com cera. O produto pode conter alguma substância que cause alergia, por isso é muito importante testá-lo no antebraço antes de usar.

Não respeitar o tempo do produto na pele

Engano de muitas mulheres, deixar a cera na pele por mais tempo não facilita a remoção dos pelos nem diminui o intervalo até a próxima depilação. Respeitar o tempo é garantir uma pele sem manchas e queimaduras.

Esperar os pelos crescerem bastante

É mito achar que pelos maiores saem com mais facilidade, ao contrário. Se estiverem muito grandes a cera pode não puxar o fio por inteiro nem remover todo o pelo.